conecte-se conosco
Photo: Rober Soares

Arqui

Como conhecer Faro em um dia

Como conhecer Faro em um dia

Fala aí galera.. Quanto tempo não apareço por aqui! O motivo? Uma linda novidade: Fiquei noiva <3 Mas isso é assunto para um outro e breve post!

 

Hoje eu vou contar para vocês sobre um domingo maravilhoso por dois motivos. O primeiro por receber aqui em casa uma amiga muito querida, a Thais.. e o segundo motivo é por fazermos o que amamos: viajar! O destino? A cidade de Faro aqui em Portugal.

Essa cidade é rica em história e arquitetura. Faro foi conquistada primeiramente pelos fenícios, depois pelos árabes e por fim pelos romanos, então já dá pra perceber um pouco o cenário que essa arquitetura foi influenciada né?!

Uma mistura de muralhas medievais e arcos romanos e também com uma pitada da arquitetura árabe.

O passeio começou com a chegada na Rodoviária que fica ao lado da Marina que era o local onde se desenvolviam as principais atividades econômicas da cidade.

Faro era e continua sendo o centro comercial mais significativo da região do Algarve baseado, dentre outras atividades, em mercado agrícola e também o predomínio da importação e exportação de peixes e mariscos. Hoje a Marina é uma atração turística que concentra muitos barcos e yachts de passeio.

Nesta região fomos recebidos por uma ilustre moradora que estava sobrevoando ao seu enorme ninho: a cegonha! Galera, sério, tem muita cegonha aqui em Portugal.

Fui procurar na net e descobri que o Sul de Portugal é a região escolhida de permanência de inúmeras cegonhas. Às vezes elas vão para o Continente em busca de alimentação e retornam para o seu lar..

Depois de falar da cegonha e da marina, vamos ao foco da nossa visita à Faro: o centro histórico. O portal de entrada do centro histórico é o Arco da Vila, monumento construído por um arquiteto italiano, esta porta medieval foi inaugurada em 1812.

Entramos então no centro histórico de Faro e contemplamos o segundo monumento visitado: A Igreja da Sé. Uma edificação primitiva do século XIV, que era Igreja de Santa Maria, se transformou em Sé de Faro no séc. XVI, guarda nessa transição alguns elementos arquitetônicos como a torre sineira e duas capelas do cruzeiro. Seu interior, esculpido de talha dourada faz da igreja um marco para a cidade.

Os tão famosos azulejos de Portugal também não podem faltar na construção.

Vale a pena visitar essa igrejinha tão linda! Só um pequeno detalhe e aviso meio do percurso: não caiam na furada de comer as laranjas que ficam em frente da Igreja da Sé, são lindas de se ver mas enganam porque elas são por dentro azedíssimaaaas!

Depois da laranja azeda, tivemos que dar uma paradinha num lugar pra tirar aquele gosto ruim. Calor combina com que? Um sorvetinho básico! Não estava no roteiro mas comemos o sorvete num lugar cheio de charme e decoração portuguesa. Confere aí essas fotos do local:

Ao lado desse local mimoso, temos o Museu Municipal de Faro que segundo indicação de uma amiga e arquiteta (Sofia essa é pra você)  o jardim era maravilhoso então fomos lá conferir! O museu antigamente, em meados de 1520, era o Convento de Nossa Senhora da Assunção e depois em 1860, foi transformado em fábrica de cortiça. Um século depois foi adquirido pela Câmara Municipal de Faro (prefeitura para nós brazucas),  e foi então instalado o Museu e Biblioteca Municipais. Quando entrei lá vi o quanto essa arquitetura é similar à arquitetura dos mosteiros coloniais brasileiros, com um pátio central e a construção em volta.

Lembra que falei que Faro tinha influências árabes? Eis aí uma das maiores: A Biblioteca do Jardim da Alameda, onde a fachada, de um antigo matadouro, foi preservada e mantém a arquitetura neo-islâmica.

E por fim, mas não menos importante, temos um local sinistro de Faro: A Capela dos Ossos! Sim galera, uma capela cujo seu interior é coberto de ossos! A capela pertence à igreja carmelita de Nossa Senhora do Carmo e logo na entrada tem-se a seguinte mensagem: “Pára aqui a considerar que a este estado hás-de chegar”.

E assim encerramos nosso tour por Faro! Pra quem não viu, tem um resumão nesse vídeo aqui!

Valeu pessoal até a próxima!

 

 




Continue lendo
Advertisement
Michele

Formada em arquitetura e urbanismo. Amante da arte, de projetos inovadores e de belas paisagens naturais. Criadora e escritora do blog Arquituristando. Viajar e escrever são suas paixões. Dentre as qualidades, destaca-se a responsabilidade, a sensibilidade e a coragem de arriscar novos caminhos, sempre persistindo pelos seus objetivos. Um sonho? Conhecer o mundo e registrar momentos únicos.

Comentários

Mais em Arqui

Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement

Tá esperando o que?

Booking.com

Em alta

Advertisement
Advertisement
Inicio
Share This